A reconciliação começa em nossa Alma quando o que quer que tenhamos rejeitado, ou do qual temos vergonha é reconhecido e mesmo amado. Então nós podemos nos tornar mais completos e em paz." Bert Hellinger

Constelação Familiar em Grupo - 06 JAN das 08h30 às 18h Inscrições Abertas

Estamos ligados à nossa família de origem e a todos os nossos antepassados através de  uma  consciência  familiar que  nos  mantém  ligados  por uma ressonância morfológica  a  todo o nosso sistema  familiar.

Segundo  as  constelações  sistêmicas,  método de ajuda desenvolvido pelo alemão Berth hellinger, esse sistema familiar  é  regido  pela lei de amor e compensação. E se em algum  momento,  mesmo  que em  longínquas  gerações,  algum  membro  desse sistema familiar foi excluído ou abandonado, se houve verdades escondidas, mortes trágicas, desrespeito às hierarquias e desequilíbrio no dar e receber, normalmente um descendente se encontra misturado com "emaranhados"  que  dificultam  o  seu  fluir  na  vida,  ocasionando os mais variados tipos de conflitos, como doenças, dificuldade de se expressar como gostaria, dificuldades nos relacionamentos, problemas de ordem financeira, padrões negativos repetitivos, uso de drogas ou álcool, disfunções sexuais, etc.

 

O  indivíduo  que  se  encontra  nessa  situação,  está  inconscientemente  e  por amor,  reequilibrando o sistema. Através das dinâmicas próprias das constelações, esses núcleos inconscientes chamados de "emaranhados"  são  dissolvidos  e  o  amor  pode  fluir novamente. Pode-se ver o que estava oculto por trás de determinadas  atitudes  e maneira de viver. A partir disso,  olhando e honrando todo o sistema familiar, ganha-se mais consciência e poder de escolha. Pode-se sentir o amor fluindo, e agora com mais liberdade seguir o seu próprio destino. Karla de Araújo


LOCAL Jardim Paraíba, Jacareí - SP 


Constelar - R$390 

Constelar significa trazer um tema (conflito que esteja vivendo) para ser olhado através das dinâmicas das constelações.

Participar, Representar - R$150 

Representar significa fazer parte das dinâmicas das constelações.

Almoço e Coffee break incluídos


Inscrições e informações adicionais

constelarcomkarla@gmail.com  

"Se sua mãe nunca te consolou, provavelmente será difícil que encontre um verdadeiro consolo para o coração nas relações que estabeleças com outras pessoas. Teu trabalho será criar esse sentido de consolo para o coração dentro de si mesma.

Se sua mãe nunca se compadeceu de você, provavelmente terá pouca paciência com suas próprias falhas, assim como com as dos outros. Teu trabalho será observar a alguém que pratique a compaixão, e praticá-la você própria.

Se sua mãe silenciava sua própria criatividade, seu trabalho será dar voz a cada impulso criativo que se apresente. Pinta, escreve poesia, toca o tambor, cuida das plantas, cozinha e dança.

Se sua mãe desprezava ou rejeitava seu próprio corpo como mulher, seu trabalho é abraçar e honrar o teu corpo e a tua sexualidade.

Se se sentia abandonada por tua mãe pela razão que fosse, seu trabalho será escutar a teus próprios sentimentos e nunca abandonar a si mesma.

Para que possamos curar a profunda ferida da nossa natureza feminina, é importante que você aceite a sua mãe, compreendendo que talvez ela também tenha recebido pouco... e que você mesma se torne uma boa mãe assumindo a tarefa de ser maternal consigo mesma." Maureen Murdock

"Expiação é uma tentativa de compensação através da mesma dor e do mesmo destino, mas, quando alguém expia uma culpa, para quem olha? Olha, por exemplo, para a criança abortada ou apenas para si mesmo? Portanto na expiação geralmente fechamos os olhos, não olhamos para a pessoa que machucamos ou prejudicamos, olhamos apenas para nós mesmos. Assim sendo, a expiação é um obstáculo para o amor." Bert Hellinger

"Quando um homem e uma mulher se encontram, o homem percebe que lhe falta algo e a mulher, também. O que afinal é um homem sem uma mulher e o que é uma mulher sem um homem? O homem é em relação à mulher, e a a mulher é em relação ao homem. Ao se unirem, cada um recebe o que falta. O homem recebe a mulher e a mulher recebe o homem. É humilhante para o homem confessar que lhe falta a mulher e, para a mulher, que lhe falta o homem. Não é facil. Nesse contexto, ambos reconhecem os seus limites.


(...) Um relacionamento de casal dá certo quando ambos, homem e mulher, reconhecem que sentem falta um do outro, que necessitam um do outro para estarem plenos. Presenteando-se mutuamente com aquilo que falta ao outro, tornam-se plenos e inteiros." Bert Hellinger

"Uma criança está vinculada a sua família através de um amor profundo. Esse amor é tão grande, que a criança faz tudo para poder pertencer. Através desse amor e da necessidade de poder fazer parte, uma criança também se mostra disponível para assumir algo pesado ou até morrer, se achar que assim está servindo à sua família.


Se, por exemplo, a mãe estiver muito doente e a criança tiver medo que ela morra, às vezes pensa: "Se eu morrer, a mamãe permanecerá viva." Então esse amor leva essa criança à doença e também à morte. Este seria um amor que adoece.


A fantasia de que podemos salvar alguém através do próprio sofrimento é mágica. Achamos que temos o destino de uma outra pessoa em nossas mãos e que sofrendo em seu lugar podemos mudar esse destino. Muitas doenças e tragédias em famílias originam-se dessa fantasia. Bert Hellinger


Ho'oponopono - Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grata

Feminino Sagrado - Xamanismo - Constelação Familiar - Alinhamento Energético















Crie um site gratuito com o Yola